Container

Sinduscon - Pelotas

Endereço: Avenida Bento Gonçalves, 4825/A - Centro - Pelotas - RS - CEP 96.015-140

Telefone: (53) 2123-8090 -

Horário de Atendimento: Manhã 8:30 às 12:00 Tarde 13:30 às 18:00

Sindicato da Indústria da Construção e Mobiliário de Pelotas e Região

Para mais informações, clique na imagem!

Publicidade

Publicidade

Assine nossa mala direta e fique por dentro das principais novidades.

Patrocínio Master

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Notícias

NOTÍCIAS DA SEMANA

Publicado 23 | Novembro

CICLO DE DEBATES

 

 

Parceria firmada entre o Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário, Sinduscon/Pelotas, Secovi Zona Sul e Comissão de Direito Imobiliário da OAB Pelotas, promoverá o “I Ciclo de debates – O impacto jurídico no mercado imobiliário”. O evento, que se realizará em quatro dias, tem como objetivo abordar alguns temas juridicamente relevantes ao setor imobiliário e debater os impactos destes no mercado. O ciclo tem início no dia 6 de dezembro e término previsto para a data de 15 de dezembro. Os assuntos abordados serão tratados por advogados com experiência em estruturação de empreendimentos imobiliários e que representam juridicamente as principais incorporadoras e empresas vinculadas ao setor em nível nacional. Inscrições já estão abertas e os sócios do Sinduscon/Pelotas têm 10% de desconto. Informações pelo fone (53) 98134-4300.

 

 

MITIGATÓRIAS

Grupo de trabalho do Sinduscon/Pelotas que atuam nas medidas mitigatórias tem encontro nesta terça-feira, dia 27, na sede do Sindicato. Das 8h30min às 9h. A reunião alinhará novas ações e avaliará o impacto das atividades já desenvolvidas pelo grupo.

 

DISTRATOS

O plenário do Senado aprovou na última quinta-feira os destaques ao projeto que define regras para a desistência da compra de imóveis na planta, o chamado distrato imobiliário. As modificações feitas no texto-base do PLC nº 68/2018, aprovado na última terça-feira, contudo, não alteraram o dispositivo que prevê a retenção de até 50% dos valores pagos pelo comprador que decidir interromper o negócio. Como houve modificações em relação ao texto original, a proposta retornará à Câmara dos Deputados para nova apreciação.

 

 

Fonte: ASSESSORIA

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

publicidade pequena 180x150

publicidade pequena 180x216 3

publicidade pequena 180x150 2